quinta-feira, agosto 24, 2006

Abri a minha caixa de correio e tinha uma mensagem tua, apenas dizia:
"Marcos wrote:

queres escrever neste meu blog, comigo????? marcos"
...


Não preciso de grandes motivos para escrever, e com isto quero dizer que não os procuro, mas se me os dão ou em mim eles nascem eu tento não contrariar a vontade, como que o texto se fosse escrevendo e eu apenas deixasse possuir-me de forma a exteriorizar a vontade divina das palavras.
Aceito, com estas palavras, o convite\desafio de manter actualizado este teu blog onde tentarei também eu escrever, passar as minhas viagens, tão mais curtas mas ainda assim com tanto para contar... esperar-te-ei aqui, onde sempre estive mesmo quando parti, com a mesma garrafa de mini e a mesma vontade de uma conversa, uma discussão, uma história ou simplesmente a presença destes que se juntam por motivos alheios à amizade e por isso mesmo Amigos.
Um abraço meu caro Astrakan Bidonville, e vai reconquistando esse mundo!!!

Pedro Francisco

A razão das razões
Olá!
Outro blog - astrakanbidonville.blogspot.com - foi, em tempos, criado para receber os textos de um certo Astrakan Bidonville, que não poucas vezes irrompia de dentro de mim sem que mesmo fosse muito grande o estímulo: uma canção da Linda de Suza, o cheiro de entremeada encarquilhada sobre um braseiro, uma garrafa de mini no chão, uma saia de folhos resgatada ao fundo de uma arca de avó. Mas Astrakan, pau e pedra, não foi nunca o fim do caminho. Forte, todavia, o suficiente para me tomar absolutamente, devaneando no absurdo, ou para me inundar de uma imensa modorra, opôs-se sempre à criação de um outro blog, de matéria e conteúdo distintos.
No dia 16 de Setembro partirei para a Polónia, em trabalho, sem mesmo pensar em mal ou esperança que me arrebate às neves - "de uma forma ou de outra há-de haver uma hora para a vontade de parar". Mas não a espero... nem tenho pensado muito nela, pois que também os que me são mais queridos estão tão absolutamente parados que passa o mundo por eles, ou a este se adiantam já largamente. Certo dia, em casa, um de cada um de nós esperará por todos.
Se a Terra é tão redonda e pequenina que só o sol se estica e se bronzeia, o Sul do Sul há de ser um Norte... visto de Sul... e assim me entendo já, porventura errado, antes da minha viagem. É, portanto, um blog de viagem, que procurarei manter tão actualizado quanto mo permitam tempo e vontade. É também um blog para escrever tudo o resto que estranharia ler de Astrakan e que, de qualquer modo, tenho procurado fazer passar por outros blogs, livros de visita, etc.
Tal liberdade compraz-se imensamente com outros temas e assuntos - e preciso de colaboradores para escrever aquilo de que me não lembraria, em que não pensaria, que não quereria ou não teria vontade de escrever. Dito isto...
Bem-vindos!